“Ele ressona tanto! Por vezes parece que deixa de respirar”

Já lhe disseram que ressona muito? Por vezes até dá conta disso.

 

A SAOS (síndrome da apneia obstrutiva do sono) é uma doença do sono, mais frequente nos homens e carateriza-se por pausas respiratórias durante o sono durante as quais deixa de entrar oxigénio. Esta privação de oxigénio é responsável pela dor de cabeça, sonolência, dificuldade de concentração e irritabilidade que os doentes referem. Depressão, perda de memória e hipertensão arterial são outras das possíveis consequências. A suspeita de SAOS começa quando o/a companheiro(a) de quarto refere que a pessoa ressona muito e para por alguns segundos.

A polissonografia do sono é o exame atualmente utilizado para confirmar a doença. Consiste num aparelho com o qual deve dormir, é indolor e já pode ser utilizado em sua casa. Quanto à comparticipação, o acesso a este exame está restrito aos hospitais públicos. O seu médico de família pode, no entanto, prescrever este exame embora tenha de suportar a despesa na sua totalidade. É possível encontrar clínicas que realizem este exame por 150€.

O tratamento passa muitas vezes pelo uso de um aparelho durante o sono (CPAP) que consiste no aumento da pressão das vias respiratórias evitando que elas se estreitem permitindo a boa circulação de ar. Este dispositivo é comparticipado e deve ser prescrito inicialmente por um pneumologista com a possibilidade do seu médico de família renovar essa prescrição.

É obrigatório adotar medidas de estilo de vida já que muitas delas provocam agravamento da doença (tabaco, álcool, excesso de peso e obesidade). Atenção aos medicamentos usados para dormir (benzodiazepinas) que ao aumentar a sonolência reduzem a sua capacidade em despertar nas pausas respiratórias. É aconselhável elevar a cabeceira da cama e não dormir de barriga para cima. Para evitar esta posição há quem utilize por exemplo uma almofada ou uma bola de ténis, assim sempre que se virar vai sentir o obstáculo e colocar-se de novo em posição lateral.

 

SAOS é uma doença do sono. Ressonar, dor de cabeça, sonolência e irritabilidade são algumas das queixas suspeitas da doença. Para confirmar deve ser realizada uma polissonografia. O tratamento passa pela utilização de um aparelho durante o sono (CPAP) e por medidas de estilo de vida.

————————

Quer saber o seu risco em ter SAOS? Utilize este questionário.

  1. Ronco: Ressona alto (mais alto do que a conversar ou suficientemente alto para se ouvir através de portas fechadas)? Sim / Não
  2. Cansado: Sente-se com frequência cansado, fadigado ou sonolento durante o dia? Sim / Não
  3. Observado: Já alguém o viu a parar de respirar durante o sono? Sim / Não
  4. Pressão arterial: Tem a tensão arterial alta ou faz tratamento para a hipertensão? Sim / Não
  5. IMC: IMC superior a 35 kg/m2? Sim / Não
  6. Idade: Idade superior a 50 anos? Sim / Não
  7. Perímetro cervical: Perímetro cervical superior a 40 cm? Sim / Não
  8. Sexo: Homem? Sim / Não

Pontuação do questionário STOP-Bang:
Alto risco para SAOS – responde “sim” a 3 ou mais itens.

Baixo risco para SAOS – responde “sim” a menos de 3 itens.

 

Deixe uma resposta