Febre – Métodos de medição

A febre é um sinal que tem por detrás uma doença, seja ela grave ou não. Por esse motivo a febre não deve ser tratada mas sim a doença.

Atualmente existem vários tipos de termómetros. A tendência atual passa pela utilização do método mais rápido e cómodo pelo que os termómetros sem contacto com base em infravermelhos (os de “testa”) tem sido bastante populares, quer entre os doentes quer entre os profissionais de saúde. Até à data, os estudos publicados não aconselham este tipo de termómetros pela sua baixa precisão e reprodutibilidade.

Os termómetros auriculares, embora menos precisos que o método axilar ou retal, pela sua fácil utilização, um método higiénico com uso de material descartável e estudos que comprovam a sua precisão, são e podem ser utilizados em centros de saúde e hospitais onde existe necessidade de uma grande número de medições.

 

A DGS tem um folheto bastante interessante com instruções sobre como medir a temperatura. Consulte aqui.

Para os pais e encarregados, leiam o post “Como lidar com a febre e com a “fobia da febre”?” da Mãe e os 3 P’s, muito completo e interessante.

Deixe uma resposta