Blog com informação médica confiável para uma comunidade mais saudável e consciente. Saber Mais

Posso ajudar a manter-se atualizado sobre a saúde.

Receba gratuitamente dicas e conselhos de um médico de família

Médico de família em Portugal: Como ter um?

Ter médico de família é fundamental para garantir cuidados de saúde contínuos e coordenados ao longo da vida. No contexto da medicina geral e familiar (MGF), esta especialidade desempenha um papel vital na promoção da saúde e no tratamento de doenças, oferecendo um acompanhamento abrangente desde o nascimento até à velhice. Neste artigo, vamos explorar os requisitos e os passos necessários para garantir um médico de família em Portugal, tanto no setor público como no privado.
Médico de família em Portugal: Como ter um?

O papel crucial da Medicina Geral e Familiar

A medicina geral e familiar é uma especialidade médica essencial, exigindo uma formação rigorosa e abrangente. Para se tornar um médico de família, é necessário completar 6 anos de formação em medicina, seguidos por 1 ano de formação geral e 4 anos de formação específica em MGF. Durante estes 4 anos, os médicos em formação passam por estágios em diversas especialidades hospitalares, adquirindo competências para acompanhar os pacientes ao longo de toda a vida, desde o nascimento até ao fim das suas vidas.

Benefícios de ter um médico de família

Está mais do que comprovado que ter um médico de família contribui significativamente para uma vida mais longa e saudável. Estes profissionais não só tratam de doenças, mas também desempenham um papel crucial na prevenção, promoção da saúde e gestão de doenças crónicas. Ter um médico de família significa viver mais, com melhor qualidade de vida e ter menos doenças agudas, além de garantir uma gestão mais estável das doenças crónicas.

Como obter um médico de família no setor público?

No setor público de saúde em Portugal, os médicos de família exercem a sua atividade nos centros de saúde. Para obter um médico de família, basta dirigir-se a uma Unidade de Saúde Familiar (USF) ou a uma Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) na sua área de residência e requerer a inscrição. Esta inscrição está sujeita à disponibilidade de vagas na lista de utentes dos médicos de família daquele centro de saúde – pode consultar a USF e UCSP e respectivos números de utentes no site www.bicsp.pt . No entanto, algumas prioridades são estabelecidas, como crianças até aos 2 anos, grávidas e pessoas com múltiplas patologias.

Como obter um médico de família no setor privado?

No setor privado, várias unidades de saúde oferecem serviços de medicina geral e familiar como parte integrante dos seus cuidados de saúde. Para obter um médico de família no setor privado, basta dirigir-se a uma dessas unidades e solicitar uma consulta com um médico de MGF. Ao estabelecer uma relação de confiança com o médico, poderá manter esse acompanhamento de forma contínua, aconselhando-se que evite mudar de médico com frequência.

Em resumo, ter um médico de família é fundamental para garantir cuidados de saúde abrangentes e contínuos. Ao seguir os passos adequados, pode garantir acesso a este profissional tanto no setor público como no privado, garantindo assim um acompanhamento médico de qualidade ao longo da vida.

Leia agora “Hipertensão em Jovens e Adultos: A realidade que ignoramos”

A informação constante neste blogue deve, sempre que necessário, ser abordada com o seu médico e está sujeita a atualizações a que os leitores devem estar atentos.

PARTILHAR

Posso ajudar a manter-se atualizado sobre a saúde.

Receba gratuitamente dicas e conselhos de um médico de família

Navegação

Scroll to Top