Blog com informação médica confiável para uma comunidade mais saudável e consciente. Saber Mais

Posso ajudar a manter-se atualizado sobre a saúde.

Receba gratuitamente dicas e conselhos de um médico de família

Cuidados com os ouvidos na praia e na piscina

Com o calor a chegar, é inevitável pensar na praia, na areia e na piscina refrescante. Mas é importante lembrar que esses momentos de diversão podem trazer alguns problemas para os ouvidos. Apesar de o verão melhorar muitas condições de saúde, as infecções e os danos auditivos ainda são uma preocupação. Descubra como evitar esses problemas.
dores de ouvidos no verão

Durante o verão, os banhos de mar e piscina podem causar complicações nos ouvidos. Embora os nossos ouvidos estejam naturalmente preparados para lidar com a entrada e saída de água sem constrangimento, nem sempre o conseguem fazer, tendo como consequência as tão famosas otites ou dores de ouvidos nesta época.

Qual é o problema nos ouvidos mais frequente no verão? 

Existem várias patologias otorrinológicas frequentes naquela que é a melhor estação de ano para muitos. A mais frequente são as otites externas.

O que são Otites Externas?

A otite externa é uma infecção que afeta a pele e o tecido subcutâneo do canal auditivo externo. Ela ocorre devido ao aumento da humidade no canal auditivo e a mudanças no pH da pele, o que favorece o crescimento de bactérias.

Quais são os sintomas das Otites para além da dor de ouvido?

  • Secreção amarela e viscosa
  • Sensação de ouvido tapado
  • Comichão

Como se adquire uma Otite Externa?

A entrada e a retenção de água no canal auditivo pode ser uma das causas para esta situação, principalmente junto de pessoas com outras condições de saúde ligadas ao canal auditivo.

Dicas para evitar dores de ouvidos na praia ou piscina:

  • Evitar colocar cotonetes; 
  • Após cada mergulho garantir uma limpeza superficial do canal auditivo com a toalha ou com o dedo;
  • Para aqueles que têm uma produção excessiva de cerúmen recomenda-se a desobstrução do canal auditivo – com uma toalha húmida no final do banho pode remover parte da cera de forma saudável; 
  • Deitar-se de lado caso sinta água nos ouvidos, até que a sensação alivie; 
  • Evite tempos muito extensos dentro da água;
  • Não utilize tampões durante os mergulhos, a não ser que lhe tenha sido indicado pelo médico;
  • Evite direcionar os ouvidos para ondas próximas; mantenha a frente ou as costas voltadas para a onda;
  • Evite mergulhar em águas não controladas.

Porque não é recomendado usar tampões de ouvidos nos mergulhos?

A menos que tenha indicação médica, utilizar tampões durante os banhos pode piorar a situação de dores de ouvidos. 

Alguns tampões do mercado não têm uma ação de “estanque” que funciona a 100%, ou seja, não impedem de forma imaculada a entrada de água no canal auditivo, assim como não permite a saída ou evaporização da água já presente no ouvido por falta de pressão. 

Estou constipado. Devo ter algum cuidado especial durante o mergulho?

Se pretende praticar mergulho prolongado durante as suas férias de verão e estiver constipado (ou com uma crise alérgica ou com o nariz tapado), é recomendado que não o faça. Pode existir o risco de não ser capaz de equalizar o ouvido médio com a pressão atmosférica, tendo como consequência danos auditivos irreversíveis. No entanto, a água do mar pode ser útil para ajudar à desobstrução, desde que não faça grandes mergulhos.

Gostou deste artigo? Leia agora “Como escolher o protetor solar adequado?”.

A informação constante neste blogue deve, sempre que necessário, ser abordada com o seu médico e está sujeita a atualizações a que os leitores devem estar atentos.

PARTILHAR

Posso ajudar a manter-se atualizado sobre a saúde.

Receba gratuitamente dicas e conselhos de um médico de família

Navegação

Scroll to Top